quinta-feira, julho 31, 2008


Casamento tem cheiro de bolo, de caixeta com docinhos que não são brigadeiro (porque casamento não tem brigadeiro?). Casamento lembra vestido que a gente pisa depois que tira o salto alto quando já sente o pé dolorido de ter caminhado até o altar (ah, caminhada temerosa...!) e pisa na calda do vestido porque tá dançando “i will survive”...Casamento lembra as pontas de unhas com esmalte desgastado de tirar durexs que prendem um pedaço do papel de presente na caixa da panela de pressão, do pirex, da jarra de suco (porra, panela de pressão!). Casamento lembra dois canecos com cheiro de café, duas colheres, dois guardanapos descartáveis embolados e um prato com farelos de dois queijos – quentes, lembra quatro pés debaixo de um edredom, duas bocas na pia com pasta de dente. Casamento lembra saliência e sessão de cinema matutinas e revezamento pra limpada de bunda de criança. Casamento lembra um carro que não dá carona porque quase sempre tá com os cinco lugares preenchidos. Casamento lembra brinquedo espalhado na sala de visita, lembra danoninho e sopa batida na geladeira, lembra visitas na casa da vó e à pizzaria quase todo o final de semana...É, casamento...Casamento.