segunda-feira, dezembro 27, 2010

Detesto sapatos apertados. Odeio sapatos folgados.


Hoje não estou com vontade de fazer sexo e penso o quanto é complicado escolher sapatos. A primeira vista, um lindo calçado, de tão atraente, nos distrai dos eventuais desconfortos enquanto os experimentamos. A gente só sente os calos durante as andanças cotidianas. Isso é suficiente para repudiarmos o salto cromado escândalo.

Depois de muito dar com a cara na parede, desisti de sair só para comprar sapatos e roupas também. O encontro com o pisante e o pano que cobre as partes pudendas é um momento único. Algo inesperado que nos surpreende. Você passa, eles te olham e já foi. Paixão. O encanto é recíproco. Não adiantaram as inúmeras procuras. Quando tive que encontrar, achei. E me vestiu como se tivessem feito pra mim.